Poesia 1 – Do catalisador

Eu tenho tantas coisas acontecendo agora que eu não sei direito o que fazer.

Meu ser sente a necessidade de ir atrás dos sonhos.

Meu ser não entende porque tanta coisa tem que acontecer em tão pouco tempo.

Meu ser chora, ri, se deleita e se perde em questão de segundos, ou melhor, tudo ao mesmo tempo.

Nunca senti tanta dor, tanta esperança, tanto ardor, tanta objetividade e tanta confusão antes na minha vida.

Como um catalisador, sinto que alguém me mexeu por dentro e fez TUDO girar.

Todas as inseguranças, dúvidas, anseios, desejos, sonhos, direções, mundo e presentes, tudo, tudo, tudo ao mesmo tempo, girando, girando, girando.

E eu no meio, absorvendo tudo, vendo tudo, vivendo tudo, sem entender nada.

Acho que sou uma bola de sentidos e só consigo perceber e sorver agora.

Meu cérebro já virou panqueca mesmo,

acho que só me resta ser.

Advertisements